Skip to main content
Como Funciona o Plano de Saúde Corporativo

Como Funciona o Plano de Saúde Corporativo

Para entender como funciona o plano de saúde corporativo é necessário primeiro conhecer as formas de contratações de planos de saúde, entender sobre coparticipação e as carências diferenciadas.

O plano de saúde corporativo, possui regras mais flexíveis em relação aos planos individuais. No momento da contratação a empresa contratante poderá negociar com a operadoras alguns aspectos do contrato. É importante ficar atendo nos seguinte tópicos:

  • Se a contratação será com ou sem coparticipação;
  • Se o benefício será estendido a familiares do colaborador;
  • Acomodações do plano: enfermaria ou apartamento;
  • As carências do plano;
  • Reajustes de preços (Acompanhados pela ANS).

Formas de contratação de Planos de Saúde

Basicamente existem duas formas de contratações principais, os Planos de Saúde Individuais/Familiares e os Planos de Saúde Coletivos. Por sua vez os Planos de Saúde Coletivos tem duas subcategorias os Planos de Saúde Coletivos por Adesão e os Planos de Saúde Corporativos.

Planos de Saúde Coletivos por Adesão

Os Planos de Saúde Coletivos por Adesão são comercializados exclusivamente para pessoas jurídicas de caráter profissional, classista ou setorial, como conselhos, sindicatos e associações profissionais.

Planos de Saúde Corporativos/Empresarial

Planos de Saúde Corporativos também conhecidos como Planos de Saúde Empresariais, são comercializados exclusivamente para pessoas jurídicas com o objetivo de fornecer assistência médica e hospitalar para seu colaboradores.

Como Funciona o Plano de Saúde Corporativo: Sobre a Coparticipação

A coparticipação é uma taxa cobrado do beneficiário todas vez que passar por uma consulta ou efetuar um exame por exemplo. A taxa é definida entre a empresa contratante e a operadora, podendo ser fixa ex R$ 10,00 por consulta, ou variável ex: 10% do valor previsto na tabela da prestadora.

O benefício de utilizar a coparticipação em um contrato é que a mensalidade do plano fica mais barata em relação a um plano sem coparticipação.

Como Funciona o Plano de Saúde Corporativo: Sobre as Carências

A Carência é um período de espera imposto pela operadora de plano de saúde para os beneficiários utilizarem os serviços do plano contratado.

Para o plano de saúde corporativo, as regras são diferentes de um plano individual. Se o número de participantes do plano for igual ou maior que 30, os beneficiários que aderirem ao plano em até 30 dias da assinatura do contrato não precisarão cumprir carência nem cobertura parcial temporária (CPT).

Já no caso de um beneficiário ingressar ao plano após os 30 dias ou caso o plano tenha menos de 30 participantes, a operadora de plano de saúde poderá exigir o cumprimento do prazos de carências, respeitando os limites estabelecidos pela Agencia Nacional de Saúde (ANS) que são:

Situação   Tempo a ser aguardado após a contratação do plano de saúde*  
Casos de urgência (acidentes pessoais ou complicações no processo gestacional) e emergência (risco imediato à vida ou lesões irreparáveis)   24 horas   
Partos a termo, excluídos os partos prematuros e decorrentes de complicações no processo gestacional   300 dias  
Doenças e lesões preexistentes (quando contratou o plano de saúde, a pessoa já sabia possuir)**   24 meses  
Demais situações   180 dias  

Benefícios de oferecer o Plano de Saúde Corporativo

Oferecer um plano de saúde corporativo para os colaboradores de uma empresa, se tornou obrigatório para uma boa gestão, pois, agrega uma série de benefícios para a empresa e para seus colaboradores.

  • Aumento de Produtividade;
  • Diminuição de Absenteísmo;
  • Retenção de Talentos;
  • Atendimento Médico Facilitado para o colaborador;
  • Melhor custo-benefício para o colaborador;
  • Acesso a Saúde Ocupacional;
  • Atendimento de Qualidade para toda família.

Plano de Saúde só com um corretor

É muito importante que você procure um corretor ou uma corretora de planos de saúde. Isso porque um profissional treinado poderá lhe oferecer a melhor opção dentro das suas necessidades.

Um corretor tem conhecimento geral de leis, regras, redes credenciadas e das operadoras. No final de uma cotação esse conhecimento permite ao corretor oferecer um plano de saúde com melhor custo x benefícios.


Faça uma Cotação sem Compromisso


Reembolso no Plano de Saúde Corporativo

Reembolso no Plano de Saúde Corporativo: É permitida a utilização de reembolso de despesas médicas em caso de urgência e emergência, caso não seja possível utilizar um dos hospitais credenciados ao plano de saúde corporativo. Porém, é importante estar atento aos limites estabelecidos pela operadora.

Reembolso para Planos de Saúde
Reembolso para Planos de Saúde

Todas as operadoras oferecem obrigatoriamente o serviço de reembolso. Cada operadora determina suas regras e áreas de abrangência, porém em casos de urgência e emergência o serviço é garantido, pois, em algumas situações o associado não tem condições de se deslocar até um hospital credenciado.

As condições de reembolso, as limitações e abrangências mudam de acordo com o plano escolhido. No ato da contratação do plano de saúde corporativo é recomendado que o associado verifique quais são as regras de reembolso.

Após o associado utilizar um serviço de saúde não credenciado e arcar com as despesas médicas, será necessário verificar junto à operadora de saúde quais documentos serão necessários para solicitar o reembolso.

Reembolso no Plano de Saúde Corporativo: Qual é o prazo para reembolso e qual é o valor a ser reembolsado?

Após receber a documentação do associado, a operadora tem o prazo máximo de 30 dias para efetuar o reembolso. O valor reembolsado varia de acordo com o contrato estabelecido com a operadora. Em regra o reembolso precisa corresponder, no mínimo, ao valor que a operadora pagaria a um hospital credenciado para executar o mesmo serviço realizado do hospital utilizado pelo associado.

De acordo com o Procon a operadora deve informar qual será o valor reembolsado. A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) determina que a operadora não é obrigada a divulgar no contrato a tabela de reembolso, porém, quando o associado solicitar o reembolso, o serviço de atendimento ao cliente deve informar quais os critérios para estabelecer o valor de reembolso.

Dentro das regras estabelecidas pela ANS e pelo Procon cada operadora executa diferentes procedimentos em relação ao reembolso. A Seguro Saúde Online trabalha com diversas operadoras de saúde e auxilia seus clientes a localizar o plano de saúde empresarial que alcance suas expectativas.  Solicite uma cotação sem compromisso.